Restaurante ODE – Porto Wine House

 

Largo do Terreiro - Ribeira, Porto

Largo do Terreiro – Ribeira, Porto

Quando fiz a reserva de meu apartamento em Porto (Ribeira Apartments), a proprietária Anabela me enviou um email, dando-me as boas vindas, dicas, vídeos, fotos e orientações diversas. O que aliás, foi muito útil e simpático da parte dela!! Entre outras coisas, pedi sugestão de um bom restaurante contemporâneo. Ela me indicou o ODE Porto Wine House (Largo do Terreiro, nº7, Ribeira), dizendo que era o melhor da cidade. Pedi que fizesse reserva em meu nome, o que ela fez prontamente.

Entradinhas...

Entradinhas…

Depois de um dia cultural bem corrido e almoço em Matosinhos, seguido de um passeio de barco pelo rio Douro, chegamos lá no Ode um pouco atrasados, mas graças a Deus não perdemos a mesa, apesar da “reprimenda” que levamos, rsrsrs. O dono e Chef da casa, o Cristóvão, nos recebeu pessoalmente e nos levou ao primeiro andar, onde havia um pequeno e aconchegante salão, com umas 5 ou 6 mesas. Nos colocou de frente pra janela, de onde eu podia ver o Douro, e… a lua cheia!!!!!!

De entrada, nos serviu vários “pedacinhos” de Portugal. Manteiga da Ilha Terceira, Azeitonas e azeite de Freixo de Numão, um queijinho de ovelha de Évora, um salpicão de porco bísaro (nome da raça) de Melgaço, e pão de Bragança e Avintes. Para acompanhar, escolhi um bom vinho do Douro, claro.

Bacalhau fresco da Islândia

Bacalhau fresco da Islândia

De principal um soberbo bacalhau fresco da Islândia. Macio, saborosíssimo. Feito no forno com batatas assadas e grelos (folhas…). Cláudio pediu um polvo do Algarve que tive que chamar o chef pra perguntar como ele havia conseguido uma consistência tão esplendidamente macia. Ele me contou que cozinhava a 80 graus, por 2 horas. Seu fogão é elétrico, dá pra botar na temperatura que quiser. Pensei em fazer isto, mas teria que ser no meu forno, não sei se daria certo. Um dia experimento!

 

Polvo do Algarve e batatas ao murro

Polvo do Algarve e batatas ao murro

De sobremesa, pedi um pudim que estava no cardápio assim: “pudim de minha avó Dulce”. Não podia dar errado!! Claudio escolheu “vulcão de chocolate com ártico de tangerina”!!!! Ah, e obviamente, um vinho do Porto Reserva Tawny pra acompanhar. Aliás, o Chef foi muito generoso com o vinho, pois o que seria uma taça apenas, foram três, rsrsrsrs (quem mandou deixar a garrafa na minha mesa!!!!!).

"Pudim da minha avó Dulce"

“Pudim da minha avó Dulce”

Ao final do jantar, ele concordou em tirar fotos com a gente, e de quebra ainda me deu um autógrafo em sua carta de boas vindas. Que gentil!!!

Recomendo com ênfase, a quem for ao Porto, ir ao Ode, sem esquecer de reservar antes, e chegar na hora!!!

Ora pois!!

Vulcão de chocolate com ártico de tangerina

Vulcão de chocolate com ártico de tangerina

Eu, Cláudio e o Chef Cristóvão

Eu, Cláudio e o Chef Cristóvão

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s