Arquivo de Tag | pasta de grão de bico

Almoço árabe preparado pela “Deux Amis”

"Deux Amis", eu e Dudu

“Deux Amis”, eu e Dudu

Este final de semana foi um marco para a “Deux Amis” (Dois Amigos, em francês, uma sociedade que abri com o Chef Dudu, meu amigo e parceiríssimo na cozinha). Organizamos nosso primeiro almoço a quatro mãos, um banquete árabe, para uma família de origem libanesa, num apartamento no Jardim Botânico, em comemoração ao aniversário de casamento do casal anfitrião.

Começamos alguns dias antes, com a definição do cardápio, divisão de responsabilidades e as compras dos ingredientes. Na sexta-feira última, precisei tirar um dia de folga no trabalho e me dediquei exclusivamente a adiantar alguns preparos do almoço. No sábado, eu e Dudu nos encontramos no apto da família e fizemos a finalização de todos os pratos. Foi um sucesso!!

Este foi um cardápio temático, baseado em meus conhecimentos específicos de culinária árabe adquiridos com a minha vó palestina, repassados por minha mãe. Fazer isto me dá um enorme prazer. Muito bom você poder reproduzir e divulgar aqueles pratos com os quais você mais se identifica. Em falar em cardápio temático, todos os anos, em julho, eu faço um jantar temático para o aniversário de minha irmã em Brasília, lembram?! Já publiquei aqui o Jantar Mexicano e a Noite Espanhola.

Eu e Dudu temos uma amizade e uma parceria que vem desde 2006. Temos um site com alguns itens que produzimos por encomenda. Estamos desenvolvendo a ideia de promovermos jantares em nossa própria casa, como alternativa para os amigos e conhecidos que gostam de frequentar restaurantes, mas que estão sofrendo com os altos preços praticados aqui no Rio. Visitem o nosso site, www.deuxamisgourmet.com.br! Para falar direto comigo, clique aqui!

Mas deixem-me apresentá-los ao cardápio árabe que servimos no sábado (os pratos em negrito são os que já publiquei receita aqui no blog, para conferir, basta clicar)…

Entradas:

Pasta de grão de bico (homus tahine) com torradas de pão pita e zatar

Babaganoush (pasta de berinjela)

Kibe cru de carne de cordeiro

Falafel (bolinho frito de fava) com molho taratur (tahine e iogurte)

Entradas árabes preparadas pela "Deux Amis"

Entradas árabes preparadas pela “Deux Amis”

Pratos Principais:

Tabule

Kibe de forno (ou kibe de bandeja)

Kafta de cordeiro

Mjadra (arroz com lentilhas)

Charutos de folha de uva com molho tzatzik (iogurte, alho e hortelã)

Chich Barak (“orelha de gato”, massa recheada de carne com molho de tahine e costela de boi)

Mesa de pratos principais preparados por mim e Dudu

Mesa de pratos principais preparados por mim e Dudu

As sobremesas ficaram por conta da casa, não fomos nós que preparamos.

As receitas do kibe de forno e do kibe cru, vocês encontram no blog Cozinha do Dudu!

Vou aproveitar o tema e ensinar a vocês hoje a fazer o falafel, um bolinho de sabor peculiar, que faço com favas brancas, mas pode ser feito com grão-de-bico também (ou os dois misturados). Sua origem é incerta, pois é consumido em todo o Oriente Médio. A comunidade vegetariana se amarra nessa receita. Ele é conhecido com o “hamburger vegetariano”. É muito consumido também com o pão pita (pão árabe) juntamente com salada e molho, na forma de sanduíche, mas eu como puro, apenas com o molho “taratur”. E a cerveja gelada acompanhando, hehehe.

Falafel

falafel

Falafel, feito com favas ou grão-de-bico

Ingredientes:

500g de fava branca, 1 cebola grande picada, 3 dentes de alho, suco de 1/2 limão, 1/2 maço de salsinha, 1/2 maço de coentro, 1 colher sopa de gergelim, 1 colher chá de cominho moído, pimenta-do-reino moída na hora a gosto, sal, 3 colheres de sopa de farinha de rosca.

Modo de preparo:

Deixe as favas numa tigela com bastante água de um dia para o outro (12 horas). No dia seguinte, retire todas as pelas das favas, elas ficam praticamente soltas dos caroços. Deixe as favas secarem bem. Num processador junte todos os ingredientes e bata bem, até que fique bem triturado. Não vai virar uma pasta cremosa, ela fica com uma consistência granulada. Frite em óleo bem quente, escorra em papel toalha e sirva com o molho.

Falafel frito com molho taratur

Falafel frito com molho taratur

Molho Taratur

Ingredientes: 3 colheres sopa de tahine (pasta de gergelim), suco de 1 limão, 1 copinho de iogurte natural, 2 colheres sopa de salsinha picada, sal a gosto e água filtrada até dar a consistência desejada (não é para ficar muito grosso). Servir em temperatura ambiente, acompanhando o falafel.

 

No próximo post, umas dicas de Gramado-RS, onde estive no feriadão de 7 de setembro. Aguardem!

 

 

Anúncios

Na falta d’água, um Homus!

Por falta d’água, ontem não tivemos aula na faculdade. Por um lado foi uma pena, pois seria mais uma aula de cozinha árabe, mas por outro pude voltar mais cedo pra casa, conversar um pouco com meus filhos e …cozinhar! Pois é! Não resisti e fui pra cozinha fazer uma surpresa pro meu marido. Preparei um homus tahine, famosa pasta de grão de bico árabe, a maioria de vocês deve conhecer. Todos os restaurantes árabes servem essa pastinha, que é deliciosa, nutritiva, mas calórica, rsrsrs. Para quem não está preocupado com a silhueta (e pra quem está), segue a receita.

Homus Tahine

Homus Tahine

Homus Tahine (Pasta de grão de bico)

Ingredientes:

250 gr de grão de bico

4 colheres de sopa de tahine (pasta de gergelim, compra-se em supermercados ou delicatessens)

Suco de 2 limões

Sal a gosto

3 grandes dentes de alho

Modo de preparo: Cozinhar na panela de pressão o grão de bico (não botei de molho antes, como se deve e deu certo), com bastante água porque ele absorve bastante. Não precisa cozinhar demais, eu deixei uns 20min na pressão (ele deve ficar macio). Reserve a água do cozimento. Num processador, ou liquidificador, colocar o suco de limão, o alho, sal, o tahine e o grão de bico cozido (é melhor ir colocando aos poucos, juntamente com um pouco da água do cozimento). Vai batendo e tomando cuidado para não deixar o creme mole demais. Ele fica bem consistente (por isso é melhor um bom processador!). Depois é só acertar o sal e levar pra geladeira. No dia seguinte ele fica mais saboroso. Sirvo sempre com azeite por cima e torradinhas de pão sírio com zatar (tempero árabe que se encontra em lojas de especiarias, aqui no Rio tem na Casa Pedro). Vc também pode enfeitar com salsinha picada, folhas de hortelã ou pimenta calabresa.

Aí como se não bastasse, hoje de manhã, depois do meu passeio diário com minha filhinha (raça whippet, da família dos galgos, linda, linda, linda, linda) resolvi fazer um brigadeiro para meus filhos, mas um brigadeiro diferente. Eu tinha amêndoas em casa (daquelas que já são vendidas fatiadas fininhas) e aí fiz o seguinte:

Brigadeiro de amêndoas

Ingredientes

1 lata de leite condensado Moça (não é merchandising, é porque pra brigadeiro não conheço outro melhor)

4 colheres de sopa cheias de amêndoas passadas num mini processador

1 colher de sopa generosa de manteiga sem sal

3 colheres de sopa de licor de amêndoa ( pode ser o delicioso Amaretto di Saronno)

4 colheres de sopa de amêndoas em fatias, levemente tostadas e quebradas grosseiramente com os dedos

Modo de preparo: Leve ao fogo o leite Moça com as amêndoas processadas, a manteiga e o licor e fique mexendo o tempo inteiro, até o ponto de brigadeiro (ele desgruda da panela). Colocar numa superfície lisa amanteigada. Deixar esfriar um pouco, passar um pouquinho de manteiga nas mãos e fazer as bolinhas, passando depois nas amêndoas tostadas. Fica show! Pelo menos, a gente sai da mesmice. É bom dar uma variada de vez em quando. Confessem que só de olhar as fotos já estão com água na boca!!!

brigadeiro

Brigadeiro de amêndoas