Arquivo de Tag | Berlim

Berlim e parte de Amsterdam

Sempre que venho a Europa é como se fosse a primeira vez. A emoção é a mesma. Sou surpreendida todas as vezes pela “civilidade” do povo daqui. Berlim é uma cidade de quase quatro milhões de habitantes, no entanto, não se ouve barulho de buzinas, não há qualquer engarrafamento, nem mesmo na hora do “rush”. Por que? Vcs me perguntam. Porque a maioria das pessoas usa bicicleta. Todas as ruas possuem ciclovia, inclusive as grandes avenidas. Elas dividem o espaço com os diversos tipos de transportes públicos, todos eficientíssimos, sejam trens, bondes, metrôs ou ônibus. Eles têm inclusive, horário certo de passar, informado nas plaquinhas nos pontos onde eles passam. Podem ter horário definido justamente porque não há engarrafamento. E dirigem tranquilamente, sem frear bruscamente, sem parar fora do ponto, enfim, é outra estória… E fomos super bem recebidos, as pessoas foram muito simpáticas de um modo geral.

Quanto aos comes e bebes, a coisa está fora de controle! Tenho comido e bebido muito bem. Em Berlim, a primeira coisa que fiz foi experimentar a “currywurst”, salsicha, claro, como molho picante e curry salpicado por cima (foto acima). Deliciosa. Principalmente acompanhada de uma boa cerveja (não sei se vocês sabem, mas aqui há em outubro o Oktoberfest, que é um festival de cerveja. São vendidas largamente em praças públicas, bares e restaurantes, em copos de 330ml, 0,5ml ou 1 litro! Isto na Alemanha tá?! Aqui na Holanda, em Amsterdam mais especificamente, não podemos beber no meio da rua!!! Comprei uma cerveja ontem numa loja e ao abrir pra tomar, um traseunte, muito simpaticamente nos explicou que não poderia abrir a lata ali e beber. Fiquei sem acreditar. Depois o cara da loja onde comprei a bebida confirmou. Isto numa cidade em que a maconha é liberada (dentro dos cafés, é verdade) e o sexo é um mercado lucrativo desde tempos imemoriais. Enfim…. coisas supreendentes da Europa…

Currywurst – salsicha com molho picante e curry – especialidade alemã

Numa das noites, fomos num restaurante chamado Umspannwerk Ost, em bairro residencial e comemos ótimos pratos. E ainda tirei foto dos simpáticos chefs! O meu era um tagliatele com molho de cogumelos e frango e o de Claudinho era filé de porco. Humm….

Tagliatelle mit gebratenen Hahnchenbruststreifen, rsrsrs

Schweinefiletmedaillons

Também comi em Berlim um delicioso “knuckle” de porco, que segundo a garçonete é um pedaço da perna do porco, cozida e depois assada no forno para ficar crocante por fora. Veio acompanhada de chucrute (estava muuuito bom) bem temperadinho e cortado finamente, como um espaguete cabelo de anjo, e purê comum de batatas. Saborosíssimo prato. E pra beber, fui na cerveja, claro.

Brauhaus Schweinshaxe mit Stampfkartoffeln und Sauerkraut

Nem tão gelada, mas saborosa!

Aqui em Amsterdam tenho comido melhor ainda. Primeiro experimentei o “hering”, que é o arenque, cru, sem pele e sem espinha. Só com uma cebolinha picada e pepino em conserva, fatiado fininho. A tradição manda comer o peixinho inteiro, colocar na boca e goela abaixo, mas quem não quer, pode comê-lo de maneira civilizada, cortadinho em pedaços pequenos e com um palitinho.

O “hering” (arenque) típico da Holanda

Hoje o dia esteve nublado e frio, o que me estimulou a comprar agora à tarde um vinho (espanhol, pois aqui não há qualquer tradição em vinhos) e tomá-lo com uns queijos holandeses maravilhosos (entre eles o Edam, um de ovelha com ervas e um outro amarelo com sementes de mostarda). Tivemos a maior sorte de encontrar uma ótima loja de queijos na esquina de nosso hotel. Há queijos de todos os tipos e pães bem atraentes.

Vinho espanhol Prado Rey e queijo holandês tipo Edam, combinação muito boa

 

 

 

Bom, deliciem-se com as fotos e em breve volto a escrever um pouco mais sobre Amsterdam. Um grande abraço e até breve!

Anúncios

Viagem à Europa

Cês não têm idéia da ansiedade que estou para viajar !!!! Gostaria de compartilhar aqui. Vamos para a Europa, mais especificamente, à Alemanha, Holanda, Bélgica, Luxemburgo e França. Sairemos do Rio direto pra Berlim e passaremos três dias lá. Seguiremos então para Amsterdam (Holanda) onde ficaremos por mais três dias. Daí pegaremos o carro e iremos até Utrecht, depois Gouda (ééééé! o mesmo nome do queijo, pois é lá que ele é fabricado), Delft, Den Haag (ou Haia), Antuérpia, Brugge (já na Bélgica), Bruxelas, Luxemburgo, Reims (capital da Champagne, na França), Dijon (capital da Gastronomia da França), Fontainebleu e Paris. Ou seja, vou comer muuuuuuuito!!! E tomar muuuuuuitos vinhos!!! E muuuuuitas cervejas!!!

Eu e Claudinho sonhamos com esta viagem há bastante tempo! Pra vcs terem uma idéia, compramos as passagens em abril deste ano. Já estamos com todos os hotéis reservados, carro alugado, e milhões de programas já definidos. Obviamente que já escolhi alguns restaurantes, elenquei algumas cervejas, pensei em alguns vinhos e champagnes, defini alguns pratos típicos pra experimentar. Espero poder conseguir dar conta de tudo que quero fazer. Decidi também que minha viagem terá um foco gastronômico, mais acentuado que nas minhas viagens anteriores. A gente aprende coisas novas, muda muito, e aí todos os nossos valores e prioridades mudam. Cada viagem que fiz, teve um significado diferente. Isto é o que há de mais fantástico que existe na vida. Se eu voltar um dia aos mesmos lugares, será como uma viagem totalmente nova. Não verei os lugares com os mesmos olhos. Iiiihhhh acho que essa filosofia toda é efeito da cuba libre que estou tomando…. rsrsrsrs.

Mas pra finalizar, o negócio é o seguinte: abaixo, segue um mapa do roteiro que faremos (se vc clicar na foto, poderá vê-la ampliada). Eu levarei o meu netbook e vou fazer o possível pra enviar alguns posts durante a viagem, contando as nossas principais experiências gastronômicas. Com fotos, claro. Não perca. Será divertido. Os melhores queijos, vinhos, cervejas, mexilhões, champagnes, salsichas… estarão aqui!!

Nosso roteiro: o trecho Berlim-Amsterdam é de avião, o restante de carro

Sairemos do Rio às 22h da noite, pela Tam, diretamente pra Frankfurt. Levaremos umas 12 horas (haja lexotan!) e depois pra Berlim. Não será fácil. Nunca é. Mas depois tudo é recompensado. Conto com vcs na minha viagem! Beijos!