Arquivo de Tag | são francisco

São Francisco – 2ª parte

Então, não dava pra ser num post só. São Francisco merece mais, rsrs.

Neste terceiro e último dia em São Francisco fomos conhecer o centro da cidade, começando pela Union Square. É perto dali que partem os famosos bondinhos que sobem e descem as ladeiras da cidade. Não quis enfrentar a fila, senão seriam 2 horas perdidas. Chegue cedo se quiser passear no bondinho!

Bondinho no centro de São Francisco, próximo à Union Square

Bondinho no centro de São Francisco, próximo à Union Square

Seguimos então pela Market Street até o Ferry Building, antigo terminal marítimo, restaurado e transformado em mercado gastronômico. Eu sabia que era dia de feira livre lá, quando diversos chefs de cozinha vão fazer compras para seus restaurantes. Há de tudo. Na parte interna do mercado, boxes diversos vendem comidas rápidas, ingredientes diversos, como cogumelos, pães especiais, massas caseiras, queijos artesanais, temperos, frutos do mar frescos, utensílios para cozinha, louças, etc. Um paraíso para gourmets e gourmands!!!!!

Farmer Market

Ferry Building Marketplace, em São Francisco

Decidimos almoçar em Chinatown, pois o Market estava bastante lotado. Fomos caminhando até a Grant Avenue, onde tem o portal de entrada para bairro chinês. Nesta rua há uma infinidade de lojinhas onde se vende de tudo. Comprei um relógio para meu filho e aproveitei para pegar uma dica de restaurante com a mocinha que me atendeu. Eu falei pra ela que queria um pato laqueado. Ela nos indicou o “Peninsula – Seafood Restaurant“, próximo dali.

Bairro de Chinatown, em São Francisco

Bairro de Chinatown, em São Francisco

O restaurante era absolutamente típico, frequentado apenas por chineses. Nem talheres existiam lá. Primeira coisa que eles servem quando você chega é um chá verde fumegante. De entrada, pedimos os rolinhos primavera. O sabor era diferente do nosso aqui no Brasil. No recheio havia cogumelos o que dava um sabor mais característico. De principal, o pato laqueado. Ele foi servido já cortado em pedaços, com pães cozidos no vapor, molho tipo teriaki e cebolinha. O problema foi comer o pato sem garfo e faca, rsrsrs. Como ele estava com osso e só tínhamos pauzinhos foi complicado!! Mas terminamos conseguindo comer o pato. E estava ótimo.

Rolinhos Primavera do Península, em Chinatown

Rolinhos Primavera do Peninsula, em Chinatown

Pato laqueado no Peninsula, em Chinatown

Pato laqueado no Peninsula, em Chinatown

Como sobremesa, resolvemos ir até a Ghirardelli, famosa chocolateria de São Francisco, experimentar o sundae, que segundo dica de um amigo, era imperdível. Eu nunca fui muito fã de sorvete não, mas como gosto de conhecer as iguarias típicas, lá fui eu… aiiiiii meu Deus!!!! E não era que o danado do sundae era simplesmente fantástico!!!! Além de lindo, delicioso. Não percam por nada neste mundo!!!

Sundae da Ghirardelli, imperdível

Sundae da Ghirardelli, imperdível

Em frente à Ghirardelli, na Market Street, em São Francisco

Em frente à Ghirardelli, na Market Street, em São Francisco

Você já leu o primeiro post que publiquei sobre São Francisco? Veja aqui.

E os outros posts sobre a Califórnia?! Veja abaixo:

Yosemite Park, Napa Valley

 

 

 

Anúncios

São Francisco – Califórnia

A cidade de São Francisco merece um post só pra ela. Talvez dois, quem sabe três, hahaha… vamos ver…

Sem dúvida, a cidade mais atraente que conheci na Califórnia. Ela tem muito charme. Muitas opções de lazer, muitos restaurantes maravilhosos e um povo bem simpático, descontraído. Passamos três dias e diria que vimos o essencial. Não fiz o tour tradicional até a ilha de Alcatraz, mas não podemos ver tudo né?!! Tem que ficar com aquele gostinho de “tenho que voltar”. Preferi gastar um bom tempo só curtindo os graciosíssimos leões marinhos no Pier 39, local que está sempre apinhado de turistas, e onde você encontra muitos restaurantes, bares e lojinhas de souvenirs. E até uma feira de frutas locais. Enlouqueci com os lindos morangos e cerejas.

Pier 39, São Francisco

Pier 39, São Francisco

Dali a alguns metros de distância, você chega no Fisherman’s Wharf, um local também repleto de restaurantes. Muitos frutos do mar frescos, preparados na hora, são expostos em balcões que dão para as calçadas, de modo a seduzir os clientes. Como já havíamos almoçado em Berkeley, fiquei só na vontade… rsrs.

Fisherman's Wharf em São Francisco

Fisherman’s Wharf em São Francisco

Golden Gate Bridge

Fort Point e a Golden Gate Bridge

No segundo dia, fiz em São Francisco um dos passeios mais legais de toda a viagem. Fomos de bicicleta até Sausalito, cidadezinha que fica do outro lado da Ponte Golden Bridge. Você pode alugar uma bike numa das diversas opções próximas ao Fisherman’s Wharf.

Alugamos duas bikes com a San Francisco Bicycle Rentals, $25 por pessoa, para passar o dia inteiro com elas. Mas nosso passeio durou umas 2 horas. Saímos pela beira-mar, atravessando o Marina District, o parque do Presídio, até Fort Point, aos pés da Ponte Golden Gate.

Dali começa uma boa subida, até o mirante da Ponte, onde começa então a nossa travessia até o outro lado. Daí pegamos a beira-mar outra vez e chegamos em Sausalito, dessas cidadezinhas que parecem viver do turismo, com uma rua super charmosa, cheia de boutiques finas, restaurantes e hotéis. Há uma marina de onde saem constantemente barcos que levam o ciclista de volta até São Francisco (Pier 39).

Restaurante Scoma's em Sausalito

Restaurante Scoma’s em Sausalito

Quando chegamos em Sausalito, estávamos famintos. Deixamos as bikes em estacionamento próprio e saímos caminhando. Segui meu faro infalível e escolhi um “restaurante-pier” chamado Scoma’s, em cima, literalmente, da baía. Seu cardápio era enxuto e com opções de sanduíches leves. Pedi uma Sierra Nevada (cerveja da Califórnia mesmo), ótima. Para comer, Cláudio escolheu um “crab cake burger”, ou hamburguer de “caranguejo”; eu fui num sanduíche de atum, o “seared ahi tuna sanduwich”. O peixe é apenas levemente grelhado. Vem acompanhado de salada de repolho com maionese de wasabi, e fatias finíssimas de gengibre (parecidas com aquelas servidas em restaurantes japoneses). Vejam o “lunch menu” abaixo…

Menu do Scoma's e a cerveja californiana Sierra Nevada

Menu do Scoma’s e a cerveja californiana Sierra Nevada

sausalito

O Crab Burger e o Tuna Sandwich, do Scoma’s em Sausalito

Lombard Street, em São Francisco

Lombard Street, em São Francisco

Pegamos um ferry de volta até o Pier 39, visitamos o Japanese Tea Garden, no Golden Gate Park, depois fomos na Lombard Street, no famoso trecho onde ela faz um zigue-zague, e que lhe deu o título de “rua mais sinuosa do mundo”.

Não percam o próximo post com mais dicas imperdíveis de São Francisco!

Se ainda não leram os outros posts que fiz sobre a Califórnia, cliquem abaixo:

Yosemite Park, Napa Valley e Berkeley