Arquivo de Tag | Reblochon

Annecy – França

Annecy e Lac d’Annecy vistos do terraço do Château d’Annecy

Durante o tempo que estivemos em Lyon estudando francês, fizemos duas “excursões” para explorar as redondezas. Uma delas já relatei aqui, nossa ida até a região do Beaujolais, onde são fabricados os famosos vinhos feitos com a uva Gamay, cujo ícone é o popular Beaujolais Nouveau. Em outra ocasião, resolvemos conhecer Annecy, simpática vila à beira do Lago de mesmo nome (Lac d’Annecy).

Canal du Vassé – Annecy

Annecy está situada a 145km de Lyon dentro da região chamada “Auvergne-Rhône-Alpes” (Auvérnia-Ródano-Alpes), cortada por um rio que se origina no Lago de Annecy (Rio Thiou) além de mais alguns canais, e por isso é conhecida como a “Veneza dos Alpes”. Geograficamente está muito próxima da Suíça e da Itália. E só não fomos à Genebra (a 42 km apenas) porque já a conhecíamos de outra viagem!

Rio Thiou

Fomos pra lá por uma estrada alternativa, saindo de Grenoble (onde pernoitamos da sexta-feira para o sábado), passando por Albertville. Uma estrada muito bonita que nos remetia sempre à Suíça. Ao chegarmos na beira do Lac d’Annecy (do outro lado da vila de Annecy), estacionamos o carro e entramos em um clube de iatismo onde acessamos um deque e pudemos desfrutar de uma linda paisagem, ver diversos parapentes cruzando o céu e pousando em uma praia ao lado. Lindo demais!

Lac d’Annecy

Chegamos em Annecy e fomos direto para nosso hotel pré-reservado, o “Les Terrasses“, bem localizado, com estacionamento privativo e bom atendimento. Recomendo tranquilamente. Diária de 105 euros, sem o café da manhã, mas é possível tomá-lo por 11 euros, bem completo, vale a pena! De lá mesmo dá pra sair andando até a “vieille ville” (vila velha).

A cada passo que dávamos nos adentrando pela vila eu ia ficando mais e mais encantada… uma cidade especial. Medieval, bem preservada, bem cuidada, alegre, florida. Por mim, teria um pouco menos de turistas, mas ok, era quase verão… Caminhamos um bom tempo por suas ruelas e pequenas pontes, tiramos muitas fotos.

Em determinado momento resolvemos almoçar e escolhemos o restaurante “La Bigoudine” que oferecia especialidades regionais (spécialités savoyardes). Eu fui de cordeiro e Claudio de magret de canard ao molho de cogumelos.

Após o almoço fomos visitar o “Château d’Annecy“, que é obrigatório. As vistas que temos da cidade e do lago são fantásticas. O castelo também abriga um museu, que também é bem legal, sobre a história da cidade, detalhes sobre a região e o lago.

Château d’Annecy

Depois descemos e fomos até a beira do lago, passamos muito tempo ali, curtindo o intenso movimento, tirando fotos. Em determinado momento o calor estava tão grande que botei os pés na água (gelada claro) pra refrescar. Patos e cisnes curiosos se aproximaram. Lindos!

Lac d’Annecy

À noite preferimos ficar no hotel, mas curtimos queijos e vinhos no jardim, uma delícia!!

Dia seguinte tínhamos que voltar para Lyon, mas obviamente que dava pra aproveitar o dia e conhecer um pouquinho mais da região.

Nossa primeira parada foi em Lovagny, onde visitamos “Les Gorges du Fier“, literalmente uma “garganta” esculpida nas rochas, formada pelo rio Fier, com a erosão natural. Tem um trecho belíssimo, que a gente fica a 24m de altura em relação ao nível da água, dando aquele friozinho na barriga. É um passeio que vale a pena fazer para quem está de carro e com tempo sobrando.

“Les Gorges du Fier”

Então seguimos para Aix-les-Bains, uma pequena vila próxima ao Lac du Bourget, quase tão grande quanto o de Annecy. Não entramos na cidade, mas paramos o carro em um determinado ponto na beira do lago, passeamos pela “praia” onde algumas pessoas tomavam sol e faziam pic nic, outras andavam de bike e outros até faziam churrasco!! Ah, claro, tinha uma dona fazendo topless…

Lac du Bourget – Aix-les-Bains

Com meu olho de águia, descobri ali pertinho um restaurante (“Les Rives du Lac” – As margens do lago). Tomei uma deliciosa Stella Artois, na pressão, 500ml! Inesquecível. E a comida me surpreendeu: um frango com bacon e batatas, gratinado com queijo do tipo reblochon (típico regional), delicioso! Claudinho gostou do Tartare de Salmão, bem mais light.

Restaurante “Les Rives du Lac”

Na volta pra “casa” erramos o caminho e um outro lago que conheceríamos não rolou… 😦  Chegamos em Lyon no final da tarde, cansados, mas felizes. Na semana seguinte terminaríamos nosso curso de francês e seguiríamos para o Porto, onde outras aventuras nos aguardavam. Conto no próximo post!! 😉

Anúncios