Arquivo de Tag | highway 1

Highway 1 – De Carmel a Santa Bárbara

Highway 1 - Início do trecho entre Carmel e Santa Barbara

Highway 1 – Início do trecho entre Carmel e Santa Barbara

Este foi um dos dias mais fantásticos que tivemos na Califórnia. Anote aí: entre Carmel e Santa Bárbara há o mais belo trecho de praias do estado. Além do mais, Santa Bárbara é encantadora!

Saímos cedo de Carmel, o tempo estava pavoroso (frio e nubladão). Nesta hora, me deu um desespero imenso, pois eu sabia que passaríamos pelos trechos mais bonitos da Highway 1. Senti até um desânimo. Mas a partir das 11h da manhã, o sol apareceu e permaneceu até o último minuto do dia!!!

Primeiro lugar importante que paramos foi na bela Bixby Creek Bridge. Na verdade, um viaduto em arco, beira-mar, sobre os penhascos, construído em 1932. Super interessante! E a vista linda.

Highway 1 -

Highway 1 – Bixby Creek Bridge, viaduto construído sobre os penhascos

Pouco depois, chegamos na Julia Pfeiffer, uma das praias mais bonitas que já vi na vida. E olha que não conheço poucas, pois já estive em Noronha, Cancún, Cozumel e quase todo o litoral do nordeste do Brasil, do Espírito Santo e do Rio de Janeiro (sem falar nas praias da Europa, como Espanha, França e Itália…). Para conseguir apreciá-la a partir de uma trilha suspensa (não é permitido entrar na praia) é preciso estacionar o seu carro dentro do Julia Pfeiffer Burns State Park (parque estadual que inclui esta praia e mais uma imensa área de preservação). Lá você paga $10 e tem direito a olhar a praia e fazer trilhas pelo parque, que também possui áreas para piqueniques. Observem na foto uma pequena cachoeira, cujas águas caem na praia, um sonho não?!

Highway 1 – Praia Julia Pfeiffer, entre Carmel e Santa Barbara

De lá, íamos direto para o Hearst Castle, mas vimos uma praia surpreendente: centenas de elefantes-marinhos tomavam sol e descansavam tranquilamente. Ficamos pasmos!! Eram muuuuitos!! Obviamente, não era permitido entrar na praia, nem se aproximar dos bichinhos, afinal, são selvagens e estão lá há anos, portanto, a praia era toda deles!!

Elefantes marinhos tomam sol em praia da Highway 1

Elefantes marinhos tomam sol em praia da Highway 1

Então fomos ao Hearst Castle, uma mansão incrível, contruída por um milionário excêntrico, magnata da imprensa americana (ele teve 28 jornais, não sei quantas revistas, além de cadeias de rádio e até uma produtora de cinema). Costumava receber em seu castelo estrelas famosas, como por exemplo Charles Chaplin. É uma mansão exuberante, com duas belas piscinas (uma coberta e outra ao ar livre), localizada no alto de uma montanha e com incríveis vistas para o Pacífico.

Hearst Castle, entre Carmel e Santa Barbara

Hearst Castle, entre Carmel e Santa Barbara, na Highway 1

Por fim, demos uma acelerada até Santa Bárbara com o intuito de alcançar o pôr-do-sol (você tem que ir até a praia e correr até o final do píer para apreciar melhor). Chegamos na hora exata! Por sorte, nosso hotel (Franciscan Inn) ficava próximo à praia. Aliás, um bom hotel, bem localizado, quartos confortáveis, oferecia café da manhã razoável, principalmente considerando que nos Estados Unidos os cafés são sofríveis :|.

Pôr-do-sol no píer de Santa Barbara, na Califórnia

Pôr-do-sol no píer de Santa Barbara, na Califórnia

Não tive neste dia qualquer tipo de “experiência gastronômica” que valha a pena registrar aqui. Em compensação, deixo meu relato de um dia realmente especial. E minha viagem não terminou ainda!!

Você já leu meu post sobre o Yosemite Park? E sobre São Francisco?!

Não deixe de ler também o outro trecho de São Francisco a Carmel pela Highway 1!!

 

Highway 1 – De São Francisco a Carmel

Em algum lugar da Highway 1, entre São Francisco e Monterey

Em algum lugar da Highway 1, entre São Francisco e Monterey

Voltando aos meus relatos de viagem…

Deixamos São Francisco rumo à Carmel, pela tradicional Highway 1, a rodovia que cruza praticamente toda a Califórnia, sempre beirando o mar. Fizemos o trecho de São Francisco até San Diego, em três dias. No primeiro dia fomos até Carmel; no segundo, até Santa Bárbara; e no terceiro e último, até San Diego.

No caminho para Carmel, paramos em Monterey para almoçar, daí escolhi o Fisherman’s Wharf, que da mesma forma que em São Francisco, o píer reúne um punhado de bons restaurantes de frutos do mar. Mais uma vez usei o meu faro e escolhi o Big Fish Grill bem no final do pier, com belas vistas do mar e do porto. Ainda tivemos que esperar uns 15min no bar do restaurante, o que não foi nenhum sacrifício, pois pude saborear tranquilamente uma Budweiser gelada. Nos deram depois uma mesa na janela, não poderia ter sido melhor.

Fisherman's Wharf de Monterey e restaurante Big Fish Grill

Fisherman’s Wharf de Monterey e restaurante Big Fish Grill

O prato mais famoso da casa é o “Big Fish Cioppino”, uma grande mistura de frutos do mar no molho de tomate, servido com pães tostados com alho. Uma delícia!!!! Adorei. Meu marido preferiu um peixe mais comportado (Swordfish Steak), com purê de batatas e molho de lagosta e estragão (erva muito utilizada para temperar peixes e frutos do mar).

Peixe grelhado ao molho de lagosta e estragão, e o menu do Big Fish Grill

Peixe grelhado ao molho de lagosta e estragão, e o menu do Big Fish Grill

O "Big Fish Cioppino", carro-chefe da casa.

O “Big Fish Cioppino”, carro-chefe da casa

Ainda em Monterey, fomos até o Lover’s Point, um local bem bonito, com um pequeno parque à beira mar, com belas rochas e muitas gaivotas. Pena que neste momento o sol não estava ajudando muito…

Lover's Point, em Monterey

Lover’s Point, em Monterey

De Monterey, fomos até Carmel, onde pernoitaríamos. Fiquei encantada com nossa pousadinha! The Sandpiper Inn, super charmosa (os quartos só são um pouco apertadinhos). Num bairro de casas lindas, bem próxima à praia. Como chegamos no final do dia, nos ofereceram um delicioso “chá da tarde”, com biscoitos diversos e um vinho do Porto que ataquei de imediato, rsrs. Afora que estava relativamente frio e a lareira estava acesa…

Pousada Sandpiper Inn em Carmel. Um charme só!

Pousada Sandpiper Inn em Carmel. Um charme só!

Deixamos nossas malas no hotel e fomos direto até a Missão Carmel, uma das 21 missões construídas na Califórnia pelos franciscanos espanhóis entre 1683 a 1834, de Sonoma até San Diego, com o objetivo de catequizar os índios. O Padre Junípero Serra foi quem construiu a maioria delas. A missão Carmel foi construída em 1770 e é em sua igreja que está sepultado o Padre Junípero.

Praia de Carmel e Missão Carmel, fundada em 1770

Praia de Carmel e Missão Carmel, fundada em 1770

Nem tivemos oportunidade de curtir um pouco a praia. Até porque a água pode ser azul, cristalina e tal, mas é absurdamente gelada!

Já leu meus posts sobre São Francisco?! Foram dois: São Francisco – Califórnia e São Francisco – 2ª Parte

Você tem um lado aventureiro?! Então leia meu post sobre o Yosemite Park.

No próximo post, não perca o segundo trecho da Highway 1, entre Carmel e Santa Bárbara!!