Arquivo de Tag | fondue de carne

Le Chalet de la Fondue – Gramado/RS

Durante a semana que passamos (eu, meu marido e meus sogros) em Gramado, nos esbaldamos nos restaurantes maravilhosos de lá. Um deles, foi o Bouquet Garni, veja crítica completa aqui. Outro deles, sem dúvida, foi o Le Chalet de la Fondue.

Le Chalet de la Fondue, em Gramado/RS

Le Chalet de la Fondue, em Gramado/RS

Fomos almoçar lá no penúltimo dia de nossa viagem, estava fazendo muito frio. Por isto pedi logo um vinho, para “esquentar”… Um merlot, da Lidio Carraro, da linha Faces. Na minha humilde opinião a merlot harmoniza muito bem com filé mignon, pois como esta uva não resulta em vinhos com taninos muito fortes, e o filé é uma carne de sabor delicado, eles formam um belo casal, rsrsrs. A Lidio Carraro é uma das vinícolas do Vale dos Vinhedos, e seus vinhos são produzidos sem o tradicional uso da madeira. Eles explicam: é para valorizar a “expressão natural da uva e do terroir de origem”. Há controvérsias…

Salão do restaurante Le Chalet, vinho da Lidio Carraro e cardápio de fondues

Salão do restaurante Le Chalet, vinho da Lidio Carraro e cardápio de fondues

Então… estávamos lá pra comer fondue, claro! Eu e Claudio pedimos a Fondue Bourguignonne, tradicional, em que os pedaços de carne são fritos em óleo quente. Os molhos eram tantos que até perdi as contas, uns 15 ou 16. Lembro de alguns dos sabores (mentira, eu anotei!!): mostarda, laranja, abacaxi, curry, maçã, pimenta, vinagrete, ervas, alho com pistache, berinjela e cebola caramelizada. Consegui experimentar quase todos hahaha!! Meus sogros pediram o “La Pierrade” que consistia numa pedra quente para você grelhar pequenos bifes de filé mignon. Ambos os pratos vinham acompanhados de batata rostie, muito boa por sinal. E ambos eram extremamente bem servidos, não conseguimos comer tudo :(.

Fondue Bourguignonne e La Pierrade, pratos do Le Chalet de la Fondue

Fondue Bourguignonne e La Pierrade, pratos do Le Chalet de la Fondue

Café do Le Chalet

Café do Le Chalet

Optamos por não pedir sobremesa, (não cabia!), mas pedimos um café, que vem super “charmoso”. E aproveito para chamar atenção aqui do serviço, muito simpático e competente (ponto para o Le Chalet!). O ambiente é aconchegante e com decoração bem apropriada, lembrando os típicos chalés suíços, pois para quem não sabe, a Fondue é um prato típico daquele país. Tenho uma publicação bem legal sobre a Suíça, suas raclettes e fondues, clique aqui para ver.

Ah, um detalhe… quem for ao toilette do restaurante, atente para o aquário sob o chão. Isso mesmo! Coisa mais inusitada que já vi em banheiros. Você “pisa” nos peixinhos, hehehe.

Em frente ao Le Chalet está a Igreja do Relógio, um dos pontos turísticos de Gramado. Inaugurada em 1961, é uma igreja luterana. No verão fica rodeada de hortênsias.

Igreja do Relógio, em Gramado

Igreja do Relógio, em Gramado

 

 

 

Anúncios

Dia dos namorados

Não sei se é falta de inspiração, tempo, preguiça ou sei lá o quê, o fato é que estou sem escrever no blog desde o dia 08!!!

Hoje, por conta da Rio +20, estou aqui em casa de bobeira (ponto facultativo no município do Rio!). Primeiro fui às compras e terminei gastando muito mais do que devia. Não entendo isto, toda quinzena o valor da feira aumenta. E meu salário continua o mesmo há 6 anos, e nem há sinal de que a Dilma libere nosso reajuste para entrar no orçamento de 2013. Enfim, vou deixando a vida me levar, “vida leva eu”…

Enquanto isto na cozinha de Lu Hazin, as comidinhas vão surgindo assim do nada! sábado passado, para comemorar (bem atrasado) o dia dos namorados, resolvi organizar um fondue e convidei Dudu e Regina, casal de amigos, que já mencionei aqui. Para quem não se lembra, ele é também Chef de Cozinha. Combinamos um fondue completo: queijo, carne e chocolate. Um pecado!!

Fondue de queijo Président

Fondue de queijo Président

Eu e Cláudio havíamos comprado no Duty Free do Rio, na volta do México, dois fondues de queijo da Président, francês. Eu só fiz acrescentar um pouco de conhaque e queijo gruyére ralado. Servi com pão baguete dormido (ele fica mais firme). Achei delicioso. Meu filho Renan participou da comilança e só deixamos sobrar um restinho de nada! Para não disperdiçar, no dia seguinte fiz um macarrão com molho de queijo para os meus filhos.

Daí passamos para o melhor da noite. Dudu preparou uma batata muito saborosa, que não era rosti, mas era “tipo rosti”, segundo ele, rsrsrsrs. Recheada com cogumelos e bacon, gratinada com queijo parmesão por cima. Ainda trouxe um molho de pimenta com morango, chutney de manga, molho de mostarda e mostarda com mel. Eu preparei aqui em casa um pesto de manjericão com amêndoas, molho de alho e de cebola. Meu marido preparou o seu tradicional molho de damasco. Sim!! ele mesmo!! Não é surpreendente?! Qualquer dia, quem sabe, chego em casa e descubro que ele me preparou de surpresa um jantar romântico… fico só sonhando…

Fondue de carne com molhos diversos

Fondue de carne com molhos diversos

O fondue de carne (filé mignon) foi acompanhado de dois vinhos franceses, da Auguste Bessac, deliciosos, que o Dudu nos trouxe.

Por último, resolvi dar um bom final a uma barra de chocolate belga que eu havia comprado em Brugge, quando lá estive em outubro passado. Como assim, usar um chocolate belga para um fondue?!!! É que sou meio avessa a chocolates, acreditem se quiser. E para não deixar ele na minha gaveta do quarto estragando, melhor derretê-lo e comer com frutas. Só acrescentei um pouco de chocolate meio amargo Nestlé (nacional) para cortar um pouco o açúcar e claro, um pouco de conhaque também. Servi com abacaxi, morango, banana e uvas (vermelhas e verdes). E um vinho Moscatel de Setúbal. Café expresso pra finalizar. Só não tem a foto, me perdoem, já havia tomado vinho demais!!

O outro vinho francês que tomamos, Côtes du Rhône, delicioso.

Vinho francês que o Dudu trouxe. Muito bom!

Vinho francês que o Dudu trouxe. Muito bom!