Arquivo de Tag | culinária espanhola

Frango à Espanhola – Receita de família

Uma pausa na viagem do Canadá pra gente aprender uma receitinha nova (na verdade, velha conhecida minha). Trago hoje pra vocês uma sugestão para o final de semana, considerando que tenham planos de convidar amigos pra tomar um vinho, ou mesmo dar uma variada no cardápio da família! Eu mesma faço isso de vez em quando… (as duas coisas, rsrs). Trata-se de um Frango à Espanhola!

Esta receita era de minha mãe. Aliás, confesso que eu não tenho certeza disso, até acho que não. Desconfio que ela um dia a tenha visto em alguma revista, ou livro de receita e resolveu experimentar. Desde esse dia, não parou mais de fazê-la. Até porque todos nós (éramos 6!!!) ficamos fãs dela (da receita, pois da cozinheira já éramos!). Sempre aparecia como a estrela principal em dias de festa ou almoços especiais. Por isso acho justo que seja “receita de família“, pois ninguém, nem a pessoa que a inventou lá na Espanha, saberia executá-la de maneira mais perfeita que minha mãe. Para mim, ela ficou com “sabor de infância”. Lembro que até minha cadelinha na época (uma pinscher chamada Flor) adorava! kkk.

Então… eu resolvi hoje fazer o Frango à Espanhola, ficou muuuito bom, mas não cheguei à perfeição da minha mãe (até porque já fiz a receita alterando aqui e ali, hahaha). Precisarei repeti-lo algumas dezenas de vezes para sair tão bom quanto o meu “homus tahine“, “charuto de folha de uva“, “risoto cremoso de camarão com alho poró“, ou ainda minha “macarronada de camarão ao coco“, minhas maiores especialidades, hehe. Mas vou compartilhar com vocês mesmo assim, pois no fundo, nunca nenhuma receita sai igual à outra e vocês criarão as suas próprias versões de Frango à Espanhola!

Ingredientes:

  • 2 kg de frango em pedaços (usei coxas e sobrecoxas)
  • 4 dentes de alho esmagados
  • sal e pimenta do reino a gosto
  • 2 cebolas em rodelas
  • 4 tomates picados (sem pele)
  • 1 pimentão pequeno picado
  • 4 folhas de louro
  • cheiro verde picado
  • orégano a gosto
  • 4 tabletes de caldo de galinha esfarelados
  • meia garrafa de vinho tinto (usei Miolo Seleção)
  • 1/2 xícara de azeite
  • azeitonas pretas a gosto (opcional)

Modo de preparo:

Retire a pele, lave os pedaços de frango e passe um pouco de suco de limão, sal (pouquinho, pois ainda vão entrar os tabletes de caldo que já são salgados) e pimenta do reino. Reserve.

Faça a “mise en place” (expressão francesa que significa deixar todos os ingredientes lavados e picados prontos para uso).

Ligue o forno entre 180°-200°. Pegue uma travessa funda (usei minha panela wok pois sumiu a minha marinex grande…) e disponha primeiramente os pedaços de frango.

Vá juntando os outros ingredientes: o alho (esfregue no frango), as cebolas, tomates, pimentão, louro, cheiro verde, orégano, pimenta do reino, farelos do caldo de galinha, azeitonas.

Por último, acrescente o vinho e o azeite. O ideal é que a travessa seja do tamanho ideal para que os pedaços fiquem todos juntinhos e cobertos pelo vinho e azeite.

Coloque no forno com um papel alumínio por 1 hora, depois retire e deixe assar por mais 30 min.

Sirva com arroz branco, ou batatas cozidas. Como o prato já tem um sabor e um molho bem marcante, o ideal é que o acompanhamento seja de sabor mais neutro.

Servi com arroz integral, porque durante a semana nós somos super comportados lá em casa (final de semana a gente se vinga, kkk). Sugiro que vocês tentem fazer este prato no final de semana e sirvam acompanhado de um bom vinho espanhol. Garanto que fará o maior sucesso!

E se vocês têm simpatia pela gastronomia espanhola, vejam mais em Noite Espanhola um super evento que organizei por ocasião do aniversário de minha irmã, em Brasília. Um grande abraço e até breve!!

 

 

Anúncios

“Noite Espanhola” em Brasília

Zahil, lojas de vinho na Asa Sul

Zahil, lojas de vinho na Asa Sul

Tradição há quatro anos, vou a Brasília em julho cozinhar para minha irmã e um grupo seleto de amigos. Ela faz aniversário no dia 18 e convida, a cada ano, um grupo diferente de pessoas para desfrutar de um jantar especial e bem planejado. O primeiro jantar aconteceu assim meio de improviso, e foi um sucesso tão grande, foi tão divertido, tão gostoso, que resolvemos repetir no ano seguinte, e no outro ano… e assim foi criada a tradição. No ano passado fizemos pela primeira vez um jantar temático: Cerrado Brasileiro. Pesquisei bastante, porque eu não sabia nada sobre essa gastronomia tão particular! Fiquei maravilhada com os novos ingredientes que descobri. Nosso país guarda tantas surpresas…

Ueda - Peixaria, também na Asa Sul em Brasília

Ueda – Peixaria, também na Asa Sul em Brasília

Este ano, decidimos fazer uma “Noite Espanhola”. Minha irmã ficou responsável por toda a decoração e detalhes do serviço, como pratos, taças, bandejas, etc. E eu defini o cardápio, com a aprovação dela, claro. Na mala, levei um maçarico, paelleira, açafrão espanhol, dois vidros de azeitonas e faca bem amolada (item que nunca encontro em casa alguma que vou cozinhar!!!).

Linda mesa, em tons de vermelho e amarelo, organizada por minha irmã

Linda mesa, em tons de vermelho e amarelo, organizada por minha irmã

Aterrissei em Brasília na quinta-feira, jantamos juntas no Briand, um ótimo francês que tem na Asa Norte, onde comi um delicioso patê  “foie de canard”. Dia seguinte partimos para as compras de ingredientes. Descobrimos uma ótima peixaria, a “Ueda”, onde compramos os frutos do mar, frescos (em Brasília, quem diria!!). Compramos também alguns itens num pequeno mercadinho que vende importados, o “La Palma”. Os vinhos, na “Zahil”, e os itens faltantes deixamos para o supermercado Pão de Açúcar. Fomos também num florista e compramos cravos, vermelhos e amarelos, da cor da bandeira espanhola…

Cravos vermelhos e amarelos enfeitaram a mesa

Cravos vermelhos e amarelos enfeitaram a mesa

Tudo comprado, fomos pra casa e já corri pra cozinha. Algumas preparações já poderiam ser feitas de véspera. Preparei um caldo de peixe e camarão para a paella, cozinhei e fatiei o polvo, limpei e fatiei a lula e fiz a sobremesa, que deveria ser mesmo servida fria. Nesta noite meu marido chegou do Rio, e se juntou à nos.

Sábado acordamos cedo. Tomamos café e partimos pra luta. Piquei cebolas, pimentões, alhos, cheiro verde. Temperei e grelhei camarões, lulas, mexilhões, lagostins. Preparei as tapas frias e o molho da entrada quente. Fiz torradas. Adiantei tudo para que na hora, ficasse apenas a menor parte, a finalização.

Tapas frias servidas antes do jantar

Tapas frias servidas antes do jantar

Deu tudo certo e o jantar foi mais uma vez um sucesso absoluto. A mesa e a casa estavam lindas, o cardápio foi aprovadíssimo e os convidados vibraram. Foi uma noite inesquecível. A seguir, descrevo o cardápio e já dou a dica de como fazer uma das tapas.

Tapas frias:
1) Enroladinhos de “jamon serrano” (presunto cru espanhol) com figos, cream cheese e marmelada
2) Amêndoas torradas salgadas e apimentadas
3) Azeitonas marinadas

Entrada quente:
Queijo de cabra grelhado com molho de pimentão vermelho

Prato principal:
Paella Marinera (apenas com frutos do mar)

Sobremesa:
Crema catalaña

Entrada: queijo de cabra grelhado

Entrada: queijo de cabra grelhado

Paella Marinera

Paella Marinera

Todos os pratos foram servidos com vinhos que harmonizavam, com exceção das entradas frias, que foram acompanhadas de sangria (bebida que mistura vinho, frutas, água tônica, licor e suco de laranja).

Aprenda a fazer as amêndoas , que são deliciosas para beliscar e facílimas de fazer (fez sucesso nos jogos do Brasil, rsrsrs).

Amêndoas apimentadas

Amêndoas apimentadas

Amêndoas apimentadas

Ingredientes:
300g de amêndoas descascadas (com a pele)
1 colher sopa de clara de ovo
Sal grosso para ralar na hora (a gosto)
1 colher sopa rasa de páprica picante

Modo de preparo:

Pré-aqueça o forno a 180°. Misture bem a clara com as amêndoas, depois acrescente o sal ralado na hora e a páprica, misturando bem. Disponha-as numa assadeira untada com um pouco de azeite ou óleo, e leve ao forno para assar. Deixe dourar, retire e deixe esfriar. Está pronta.

No próximo ano, o jantar será ainda mais desafiante: uma Noite Mexicana!

Todos nós, prestes a devorar a paella!

Todos nós, prestes a devorar a paella!

Vinhos que tomamos ao longo da noite

Vinhos que tomamos ao longo da noite