Arquivo de Tag | Aveiro

Aveiro – Portugal

Canal Central de Aveiro

Acho que este será o último post relativo a nossa viagem para França e Portugal em 2018. Mas não esquentem!! Tem muita viagem ainda pela frente: estamos indo para Portugal outra vez no final desta semana (quando visitaremos Coimbra, Tomar, Alcobaça, Batalha e Nazaré), Atacama em junho e o Caminho de Santiago de Compostela em setembro/outubro. Já perceberam né?! Quando não estou viajando… é porque estou programando minha próxima viagem!!! 😉

Aveiro conhecemos de passagem, mas vale um relato aqui. Foi na volta de Salamanca, e depois de passarmos pela maravilhosa Serra da Estrela. A grande vantagem é que tudo é perto ali em Portugal. Num mesmo dia dá pra conhecer mais de uma cidade, quiçá duas ou três, se você se programar direitinho.

Os “moliceiros” (barcos) no Canal Central

Há pouco tempo escrevi aqui um post sobre Annecy, conhecida como a “Veneza dos Alpes”. Agora é a vez da Veneza portuguesa. Aveiro é completamente dominada e rodeada pela “Ria de Aveiro”, que é como eles chamam a Foz do Rio Vouga (rio este que nasce em Viseu). Pelo que pesquisei em sites portugueses, a Ria de Aveiro foi um acidente geográfico que formou-se a partir do século XVI por causa do recuo do mar. Originou assim lagunas e canais que foram se ramificando nas terras baixas e formando diversas ilhas e ilhotas. Vista de cima (pude ver do avião) é imensa!! As salinas que se formaram naturalmente permitiram uma grande produção e comercialização de sal, garantindo o sustento e desenvolvimento da região há séculos.

Chegamos à tarde em Aveiro, hora propícia para degustarmos seus famosos doces e pasteis feitos com ovos, mais precisamente os “ovos moles“, tradição dos conventos femininos de Aveiro. Uma fina massa de hóstia envolve o creme interno feito basicamente de gemas e açúcar. Não comê-los seria um pecado!! Paramos em uma das diversas pastelarias da Rua João Mendonça, beira-canal. Experimentamos dos ovos moles e do pastel de nata, mas existia uma infinidade de doces diferentes. Estava excelente! 😛 Impossível comer um só. Tem gente que não gosta desses doces portugueses, eu amo todos.

Doces de Aveiro

Depois demos uma caminhada ao longo do Canal Central, onde embarcações que pareciam “gôndolas” (chamadas de “moliceiros”) ficam aguardando turistas para passeios românticos. Não entramos na Catedral que fica do outro lado do canal, mas andamos pelo centrinho todo, passando por um largo cheio de lojinhas de souvenirs e pela Igreja de Vera Cruz, pequenininha e simpática. Comprei numa lojinha ali perto uma toalha de mesa com estampa que imita azulejos portugueses, daqueles típicos azuis e brancos.

Igreja de Vera Cruz e arredores

Cruzamos diversas ruelas que lembravam o período medieval, bem estreitas. Fotografei alguns dos antigos azulejos das fachadas, muito bonitos.

Terminamos nosso dia em Labruge, praia que fica ao norte da Cidade do Porto onde moram meu irmão e cunhada.

Percorremos algo em torno de 460km, desde Salamanca, na Espanha, passando pelo topo da Serra da Estrela, depois Aveiro na costa e terminando em Labruge, no litoral norte, tudo num dia só. Magnífico.

No dia seguinte em Labruge, nosso último dia de viagem, fizemos uma caminhada de 10km pela beira-mar, passando por diversas praias próximas, num dia espetacular de sol e mar azul. Deixo abaixo alguns dos registros que fizemos e até a próxima!!

Labruge – Litoral Norte

 

Anúncios