Califórnia – Yosemite Park

Meu roteiro de viagem à Califórnia

Meu roteiro de viagem

Quando decidimos há um ano atrás viajar para a Califórnia, comprei de imediato um guia completo e comecei a estudar um roteiro e definir as prioridades. A Califórnia é um dos maiores estados americanos, em termos de superfície, e o mais populoso. Ele tem uma geografia extremamente interessante, com uma imensa costa dando para o Pacífico.

Aquela região foi primeiramente explorada e colonizada pelos espanhóis, posteriormente tornou-se parte do México e por fim, voltou a pertencer aos EUA a partir de 1850. A influência mexicana na cultura deles (inclusive culinária) é bem visível, principalmente nas cidades do sul, como Los Angeles e San Diego.

Fiz então um roteiro partindo de Los Angeles (onde alugaríamos um carro), passando primeiro pelo Sequoia & Kings Canyon Park, depois o Yosemite Park, Napa Valley, San Francisco, e descendo pela Highway One, passando por Carmel, Santa Barbara, San Diego, e depois voltando a Los Angeles. A partir deste momento, pegaríamos um avião em LA para Las Vegas, de onde partiríamos até o Grand Canyon de carro, depois voltando para Las Vegas, de onde pegaríamos o voo de volta para o Rio de Janeiro. Perfeito. Para ser feito em 23 dias (saída dia 01/05 com chegada no dia 24/05).

Yosemite Park

General Sherman – a maior árvore do mundo (em volume)

Primeira parada: Sequoia Park e Yosemite Park. Dois lugares impressionantes (para amantes da natureza). Ambos imperdíveis. O primeiro, pelas majestosas sequoias gigantes, como a General Sherman, que mede 84m de altura (um prédio de 28 andares aproximadamente). É a maior árvore, em volume, do mundo, mas no parque há árvores mais altas, com mais de 100m. O diâmetro de sua base tem 11 metros e sua idade é estimada em 2.500 anos. Incrível não?!

Já o Yosemite Park, não há palavras suficientes para traduzir a sua beleza. É preciso ir até lá e conferir. É simplesmente espetacular. Nos hospedamos no Cedar Lodge, que é muito conveniente, pois fica próximo a entrada do parque. Saímos do hotel antes das 8h da manhã e passamos um dia inteiro lá, mas ficamos frustrados porque foi muito pouco tempo!!! As melhores trilhas são longas, podem durar o dia inteiro, portanto o ideal é ficar lá por pelo menos três dias, para aproveitar melhor. Há um serviço ótimo de ônibus circular dentro do parque que deixa os turistas nos pontos iniciais das trilhas, e que passa pelo “Visitor Center”, onde todas as informações sobre o parque poderão ser obtidas.

Pouco depois da entrada do parque, nos deparamos com o famoso “El Capitan“, uma incrível montanha rochosa de 910m, praticamente vertical, onde muitos audaciosos fazem escaladas, considerada uma das mais difíceis do mundo.

Yosemite Park

El Capitan – Yosemite Park

Deixamos o carro no estacionamento da Yosemite Village e fomos até o Visitor Center. A partir das informações que tivemos lá, escolhemos os pontos de interesse mais fáceis de alcançar, porque tínhamos pouco tempo. A primeira trilha que fizemos foi para a Lower Yosemite Fall (há uma trilha mais longa até a Upper Yosemite Fall que ficamos com muuuuita vontade de fazer!). Curtinha e fácil, a visão da cachoeira é linda, e divide-se em duas grandes quedas (a Upper e a Lower). Ao sairmos de lá, avistamos a incrível montanha denominada “Half Dome“, ao longe.

Yosemite Park

Yosemite Falls

Yosemite Park

Half Dome – Yosemite Park

Daí fomos fazer a trilha da “Vernal Falls“, uma fantástica cachoeira. A trilha é difícil, porque há muita subida, tem que ter fôlego! Ida e volta até a cachoeira são 4,5km. Vale muito a pena!! E quando fui, dei sorte, ela estava com bastante água. Que visão!! Queríamos continuar a trilha até a Nevada Falls, mas devido ao pouco tempo, voltamos.

Yosemite Park

Vernal Falls

Agoooora é que começa a parte gastronômica!!!! Fomos até o lindo Hotel Ahwahnee, que fica dentro do parque, bem pitoresco e sofisticado (o ônibus circular leva o visitante até a porta). Entramos em seu lindo restaurante e fomos acomodados ao lado de uma janela que dava para os jardins. Pedimos inicialmente um vinho branco, para refrescar depois de tantas caminhadas.

Yosemite Park

Hotel Ahwahnee, dentro do Yosemite Park

Minha escolha foi de uma truta empanada, que estava um pouco gordurosa demais para meu gosto, acompanhada de um arroz de alecrim e legumes. A de Claudio foi um hamburguer de porco com maionese de batata. Estavam bons, nada excepcional. O melhor de tudo foi o crème brûlée… huuuummmmmm! O custo ficou em $72,00 já incluídos os 10% que pagamos por fora.

Almoço no Hotel Ah

Almoço no Hotel Ahwahnee, no Yosemite Park

Crème brulée do Hotel Ah

Crème brûlée do Hotel Ahwahnee

Após nosso almoço, fizemos uma outra trilha, a do “Mirror Lake“, bem mais tranquila. O lago fica aos pés do Half Dome. Depois voltamos até o estacionamento, pegamos o carro e fomos até o “Tunnel View“, de onde se tem um ângulo de visão fantástico do vale do Yosemite.

Yosemite Park

Mirror Lake (à esq) e Tunnel View

Arriscamos então continuar a estrada até o Glacier Point (estávamos com medo que escurecesse antes de chegarmos lá). Foi uma escolha acertadíssima. A vista deste lugar é indescritível. Há uma trilha a pé (Four Mile Trail) que sai do fundo do vale até este ponto, mas dura o dia inteiro, muitas pessoas fazem isto. Neste ponto, que é no cume de uma montanha, temos uma visão privilegiada de todo o Parque do Yosemite. Este mirante está a 2.199m de altitude. É um espetáculo!!! Mas nem sempre essa estrada está aberta para a passagem de carros. A neve obstrui o caminho por alguns meses. É preciso se informar antes.

Glacier Point - Yosemite Park

Glacier Point – Yosemite Park

Glacier Point - Vistão emocionante!

Glacier Point – Vistão emocionante!

No próximo post, Napa Valley!!

 

 

Anúncios

8 pensamentos sobre “Califórnia – Yosemite Park

  1. Lú,
    já vi que os relatos dessa viagem prometem…
    Não vou desgrudar desses post’s da Califórnia 😉
    Quem sabe um dia eu tenha o prazer de provar desse brûlée?!
    Bjao e parabéns pelo post, está delicioso!!!

    Robinho Sobrinho

  2. Lu, as fotos que vc tira dos pratos são de dar água na boca! A Califórnia é incrível mesmo!!! As fotos do Yosemite estão espetaculares!! bjks

  3. Lu, esse lugar é simplesmente demais. Eu poderia ficar uma semana só fazendo essas trilhas e tirando fotos. Quando ouvimos falar em EUA sempre associamos a compras e entretenimento artificial. Isso é um exemplo que desmente completamente esse mito. Depois da sua viagem e da Flávia, a Califórnia definitivamente me cativou, mesmo sem ter ido.
    Ah! Parabéns pelo nível de qualidade desse post.

  4. Pingback: Grand Canyon | Na mesa com Lu Hazin

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s