Uma garoupa buziana

No final de semana passado estive em Búzios, um dos locais mais belos do litoral do Rio de Janeiro. Há mais de dois anos que não passava por ali e fui brindada com belos dias de sol, mar cristalino e vento. Muito vento. Mas isto foi só de manhã cedo, depois esquentou pra valer. E nem a derrota dupla do futebol e do vôlei masculino conseguiu acabar com nosso astral diante de paisagem tão deslumbrante!!!

Praia Azedinha, em Búzios-RJ

Praia Azedinha, em Búzios-RJ

Em termos de gastronomia, desta vez apostei na simplicidade. Nada de restaurantes sofisticados. Fui num pequeno restaurante à beira-mar, com vista para a Praia da Ferradura. Fiquei feliz só de olhar pr’aquele azul, tomando minha skol gelada e admirando as bandejas de ostras, caranguejos e camarões VG, desfilando pela praia… Na porta do Restaurante Capricórnio, onde estávamos, alguns peixes estavam expostos, à disposição do cliente. No salão havia um aquário de lagostas vivas. Detrás do balcão o “Chef” preparava frutos do mar na brasa.

Restaurante Capricórnio, na Praia da Ferradura

Restaurante Capricórnio, na Praia da Ferradura

Nosso grupo sentou em uma mesa estratégica, de frente pro mar. Pedimos de entrada uma porção de camarões ao alho e óleo. Estava bem servido. Em termos de sabor, nada além do esperado.

Camarões ao alho e óleo

De prato principal, pedimos uma garoupa de 1,9kg, na brasa. Foi suficiente para 4 pessoas. O Chef abriu o peixe, colocou-o aberto na grelha. Dourou primeiramente a parte interna e depois a externa. Por último, acrescentou uma manteiga com ervas para atiçar-lhe o sabor. Batatas assadas na brasa de acompanhamento, arroz branco, salada e um pirão de peixe bem levinho, com pouca farinha de mandioca. Estava gostoso, a garoupa é um peixe de carne branca, estava fresca, mas já comi peixes melhores. Além do mais, estava bastante caro. Em janeiro estive em Maragogi, Alagoas, e comi um peixe (Dentão, também de carne branca, da família dos “vermelhos”), frito na hora, servido com salada, que não custou nem 1/3 do preço da garoupa… Mas enfim, é preço de Búzios, preço de Rio de Janeiro que se prepara para sediar Copa em 2014 e Olimpíadas em 2016. Imaginem até lá, quanto ainda vão inflacionar esses preços…

Garoupa na brasa com pirão, arroz branco e salada

Garoupa na brasa com pirão, arroz branco e salada

À noite, algo leve pra jantar. Optamos por uma boa pizza na “Capricciosa” buziana, cuja matriz, no Rio de Janeiro, badaladíssima, é detentora de vários prêmios de “melhor pizza” da cidade, em concursos diversos. Feita no forno à lenha, com ingredientes que primam pela qualidade. Pedimos metade de cogumelos com queijo mussarela de búfala, e outra metade com queijo pecorino, rúcula selvagem (eu não sabia que existia a versão “selvagem” da rúcula, sendo esta um pouco mais delicada que a original) e tomate seco. Deliciosas, as duas.

Pizza da Capricciosa, no forno à lenha

Pizza da Capricciosa, no forno à lenha

Mas embora o peixe estivesse “salgado”, os preços das pousadas estavam super convidativos, devido ao período de baixa estação. A Rua das Pedras continua charmosíssima. Búzios continua sendo, portanto, uma boa opção pra sair da rotina. Mas é melhor aproveitar este momento, antes que chegue o verão e seus engarrafamentos quilométricos!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s