Haia, Antuérpia e Bruges

Haia ou Den Haag é a capital da Holanda (eu também não sabia!!!). É lá que está a sede do Governo, as embaixadas, o Parlamento, a Rainha e seu gabinete de trabalho. Amsterdam só leva mesmo a fama…

Haia tem um charme especial. Mas duas coisas me marcaram mais fortemente. O Panorama Mesdag, que é uma incrível tela pintada pelo Hendrik Mesdag (eu também nunca tinha ouvido falar!) da famosa praia de Scheveningen, em Haia. O diferencial desta pintura é que ela foi feita em 360 graus, com 14 m de altura e 120 m de circunferência. A gente sobe uma escada em caracol e cai no meio dessa tela, numa duna de areia, que se junta com a tela e tudo parece em três dimensões…. a maior viagem… e isto o cara pintou em 1881!!!! Foi uma idéia revolucionária, a meu ver.  A segunda coisa  que mais me marcou foi uma outra tela, dessa vez de Vermeer (pintor holandês do séc XVII, natural de Delft), chamada “Moça com brinco de pérola” (há um filme que conta as circunstâncias em que ele pintou esta tela e quem era a “misteriosa” moça).

Mas vamos ao que interessa mais, hehehehe. Fui almoçar na praia de Scheveningen, que possui muitos restaurantes de frutos do mar. Apostei num ‘spaghetti ai frutti di mare” e me dei bem! Estava delicioso.

Spaghetti ai frutti di mare

Antes de chegar em Haia, passei por Utrecht e Gouda. Em Utrecht, uma cidade universitária,  nada me chamou atenção (era domingo e não havia quase ninguém nas ruas). Quanto a Gouda, tive uma grande frustração. Como era domingo, o mercado não estava funcionando na praça principal (que por sinal é muito simpática). Neste mercado há uma infinidade de queijos, os famosos queijos Gouda. Apesar disso, fui salva por uma loja que estava aberta e pude comprar um Gouda com 3 anos de envelhecimento, muito saboroso, com aqueles cristais no interior do queijo…

Depois de Haia passei por Delft, cidade bem pequena, cheia de canais e pontes, mas não comi nada que mereça espaço aqui. A praça central também é bonita, como aliás, em todas essas cidades da Europa. As praças são o coração de cada uma delas, sempre repletas de turistas, lojas, restaurantes…

Então seguimos para a Antuérpia. Aí sim!!! Cidade belíssima com praça central magnífica! Suas ruelas são deliciosas de explorar e foi aqui mesmo que decidi experimentar o prato mais famoso da Bélgica: os mexilhões (moules). Divino. É de se comer ajoelhado agradecendo a Deus… ainda mais, acompanhado de vinho branco gelado.  Ah! e também das famosas batatas fritas.

Moules (mexilhões) servidos com batatas fritas

Aí então foi a vez da tão famosa cidade de Brugge, ou Bruges. É que aqui na Bélgica existem duas línguas oficiais, a flamenga e a francesa. Daí, todos os nomes das cidades possuem duas formas diferentes de se escrever. Mas enfim, apesar da chuva que pegamos aqui, tive uma excelente impressão desta bem conservada cidade, que tem por volta de 2000 anos de idade. Ela é extremamente pitoresca, cheia de canais e pontes também, mas diferente das outras, pois os antigos prédios são mais bem conservados e as pontes são ainda de pedra, os canais mais estreitos, enfim, romântica e agradável. Comi muito bem aqui. Mas descobri, na manhã de deixar a cidade, que ela tinha um restaurante três estrelas no Guia Michelin (a Bélgica só tem dois restaurantes 3 estrelas) e que ficava a 200m de meu hotel!!!!! Vai ter que ficar pra próxima…

Comi em Brugge um peixe branco bem leve, com legumes, batatas cozidas e um molho delicioso, com vinho branco e creme de leite. A cerveja, artesanal, foi recomendada pelo dono do restaurante. Claudinho preferiu um filé mignon, com molho de cogumelos, estava também fantástico. Depois eu vou falar aqui (e mostrar) sobre os deliciosos chocolates que fabricam por essas bandas. Eu nem sou fã de chocolate, mas é impossível ignorar. São milhões de lojas e chocolaterias. Algumas super antigas. No aeroporto de Bruxelas, existe uma loja que é a que mais vende chocolates no mundo. São 800 toneladas por ano! Imaginem…

Cassarola de peixe com legumes

Cerveja artesanal belga

Filé mignon com molho de cogumelos

 

Um grande abraço e aguardem o post sobre Bruxelas!

Anúncios

4 pensamentos sobre “Haia, Antuérpia e Bruges

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s