Marmaone

Boa tarde de domingo a todos, embora aqui no Rio esteja um dia frio e feio…

Ontem eu aproveitei a presença de minha grande amiga-irmã Lis, que mora em Recife, para preparar a pedido dela, diga-se de passagem, um marmaone. Creio que a maioria não saiba do que se trata, mas é um prato de origem árabe, adaptado no Brasil, com uma pequenina massa que já é vendida pré-pronta, para não termos que fazer todo o processo que fazia a minha vó há dezenas de anos atrás.

Hoje a gente compra as bolinhas de massa já prontas para irem diretamente para o fogo. Antigamente minha vó usava uma espécie de alguidar de madeira, onde eram colocados os grãos de trigo (o mesmo usado para kibe) e aos poucos era acrescentada água, alternadamente com farinha de trigo até irem se formando as bolinhas, com o movimento ininterrupto circular das mãos…

Receita “moderna” de marmaone

1 pacote de massinha para marmaone (comprado na Casa da Vovó Leonie – rua por trás da churrascaria Boi Preto, em Recife)

1 galinha grande e gorda de preferência, rsrsrsrsrs

300 g de miúdos de galinha (fígado e moela) cortados em pequenos pedaços e lavados com água corrente, e temperados com um pouco de vinagre, sal e pimenta do reino – este ingrediente é opcional, tendo em vista que muita gente não gosta de miúdos…

1 cálice de vinho branco seco

3 tomates (picados, sem sementes), 2 cebolas, 5 dentes de alho (1 dente para o final do preparo), 1 pimentão e cheiro verde, tudo bem picado.

1 colher de extrato de tomate

pimenta do reino e sal à vontade

Modo de preparo: Primeiro, corte a galinha em pedaços, deixando parte da pele, para dar sabor. Lave bem. Tempere com sal e pimenta do reino moída na hora. Frite numa frigideira todos os pedaços, até dourar, e reserve. Numa panela grande, doure alho e cebola no azeite, acrescente os miudos e refogue. Coloque o cálice de vinho e deixe cozinhar por uns 15min com a tampa fechada. Depois acrescente os pedaços de galinha, todos os temperos (menos o cheiro verde) e o extrato de tomate. Se quiser acrescente um pouco dágua fria ou caldo de frango (fica melhor! principalmente feito em casa).

Pedaços da galinha com os temperos

Pedaços da galinha com os temperos

Deixe cozinhar até o caldo ficar bem apurado. Retire os pedaços de galinha, deixando os miúdos. Reservar dentro do forno em temperatura bem baixa, coberta com alumínio, para não ressecar. Acrescentar ao caldo de miúdos o marmaone e ficar mexendo o tempo inteiro, para não grudar no fundo da panela. Se necessário, acrescentar mais um pouco de água. Deixar bem úmido, com bastante caldo, como um risotto.

DSC01970

Mexer sempre para não grudar na panela

Quando estiver cozido (é só sentir o ponto “al denti” como macarrão), acrescentar o cheiro verde, um dente de alho picado e dourado no azeite, e botar numa travessa para servir juntamente com os pedaços cozidos de galinha. É delicioso.

O Marmaone, muito booooommmm!!!

DSC01973

Vinho que acompanhou o marmaone

 

Anúncios

6 pensamentos sobre “Marmaone

  1. Para que todos morram de inveja, este Marmaone foi feito especialmente para mim!
    Com minha participação especial no corte dos temperos e, principalmente nos pratos lavados!!!
    Amei! Obrigada minha amiga-irmã!

    • Boa noite lislie. Sou da família Hazin e moro em olinda Pe, gostaria de saber onde comprar a massa do marmaone. Adoro esse prato e tenho feito com macarrões em grãos mas não fica a mesma coisa.
      Se puder me informar agradeço.
      Obg.

    • Bom dia, Raphael! Sou a Lu Hazin. Conversei com a Lislie, minha amiga. Ela comprou a massinha do marmaone com uma moça chamada Suzi, cujo telefone é 81-99201-9697. Disse que você liga, encomenda e vai buscar na casa dela. Espero ter ajudado! Aqui no Rio nunca vi pra vender, sempre compro quando vou a Recife, meu irmão encomenda pra mim. A propósito, se vc é Hazin, tem parentesco comigo, hehehe. De quem você é filho? E neto?
      Abs!! Lu

  2. Sou filho de Botros Elias Hazin, chamavam de Pedro, irmão de João Hazin, Valeria Hazin e Vera Hazin.

    Obg pela resposta.

    Abs vou entrar em contato.

    • Oi Raphael,
      Não sei exatamente qual o nosso parentesco, mas lembro do nome de Vera Hazin. Somos primos então, rsrsrs. Boa sorte com o marmaone! Se não encontrar volte a entrar em contato comigo.
      Abs, Lu Hazin

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s